OS MATERIAIS
PLÁSTICOS


  • Acetalicas As primeiras resinas acetalicas comerciais são do ano 1959. São entre os mais resistentes e duros materiais termoplásticos conhecidos e oferecem um conjunto de excellentes propriedades como a alta elasticidade, alta tenacidade, ótima resistência ao esforço, cor branca translúcida muito semelhante com a cor do Nylon. São utilizadas sobretudo para a construção de peças técnicas nos mais diferentes setores: das videofitas aos carburadores para automóveis aos fechos éclair.


  • Acetado de celulosa

    Pertence a família das resinas celulosicas. Assim como a Celuloide, è obtida por modificação química de um polimero natural: a celulosa, uma das mais difundidas substâncias organicas na natureza. O acetado de celulosa, è a primeira matéria plástica estampada por injeção. Possui o aspécto de um pó branco e por causa do aspécto agradável è utilizada sobretudo para a produção de objetos transparentes, translucidos e opacos, entre os quais lembramos téclas para máquinas de escrever e calculadores, téclas, revestimentos de volantes para automóveis, cabos de facas, saltos para sapatos, pára-luzes, vidros de relógios, partes de máscaras protetivas, canetas-tinteiro, cabos de parachuvas, brinquedos e assim por diante.


  • ABS

    As resinas ABS representam uma das mais estimadas misturas entre uma resina e um elastomero e devem o grande sucesso as ótimas propriedades que provém desta união. A sigla ABS provém das iniciais de treis monomeros de base utilizados para a sua preparação: o acrilonitrile, o butadiene, e o stirene. As primeiras resinas ABS foram produzidas nos anos Cinquenta. As suas propriedades principais são: tenacidade, resistência ao choque e dureza superficial. Por isto são utilizadas sobretudo para a construção de móveis, componentes para a indústria do automóvel, chassis de televisores, radios, paneis e simis.


  • Alquidicas

    Os mais importantes produtos de base para a produção das resinas alquidicas são, ainda hoje a glicerina e o anidrido ftálico. As primeiras resinas alquidicas foram obtidas por W.J. Smith em 1901, mas como materiais para estampagem foram desenvolvidos sistematicamente somente a partir do ano 1948. Além de serem utilizadas na indústria das vernizes, as alquidicas são utilizadas para fabricar componentes para o sistema de acensimento dos automóveis, interruptores elétricos, isolantes para motores, componentes para a indústria eletrônica, elétrica e televisiva.


  • Ambra

    E' uma resina fóssil de plantas coníferas extintas que cresciam especialmente nas costa do Mar Baltico durante o período Eocenico. Conhecida desde a antiguidade, era utilizada para produzir objetos ornamentais com a técnica da incisão e da estampagem com pressão.Uma das primeiras utilidades da bakelite foi a imitação da ambra.


  • Asfalto

    Matéria orgânica natural a base de hidrocarburos que se amacia com o calor. E' um material plástico de cor preta brunida. A sua utilidade è muito antiga já 3 mil anos antes de Cristo era utiliza-da para a impermeabilização de vales artificiais e condutos de água.


  • Marfim

    E' obtido, como todos sabem, dos dentes de animais e é feito exclusivamente de dentina, ou seja sais de cálcio e outras substâncias orgânicas. Era utilizado, antes da invenção das matérias plásticas, para a fabricação de téclas para piano, cabos de facas, pentes, bolas de bilhar. E' por causa da substituição do marfim nas bolas de bilhar que Hyatt inventou a Celuloide. No ano 1970 se utilizavam ainda 25 mil toneladas de marfim por ano.


  • Bitume

    É uma composição de vários hidrocarburos conhecidos desde a antiguidade como material para cimentação e isolante. É um material plástico que pode també ser estampado com a união de cargas minerais.


  • Caseina formaldeide

    É uma matéria plástica natural de origem protéica extraída de substâncias orgânicas como o leite, o chifre, ou de produtos vegetais: sementes de soja, trigo e simis. Foi obtida em 1897 por Adolph Spitteler e W. Kirsche começando pelo sôro do leite e daformaldeide, através da ação de um enzima. O privilégio foi depositado na Baviera e depois estendido aos Estados Unidos, Englaterra, e Italia. Conhecida com o nome comercial de Galatith (Galatite na Italia e Erinoid na Englaterra) possuía um aspecto símil a Celuloide, ou marfim ou chifre artificial. A primeira fábrica nasceu na Englaterra no ano 1913. Em 1930 a produção mundial tinha alcançado 10 mil toneladas. Com a caseina formaldeide, eram produzidos sobretudo: botões, broches, porta-sigarros, canetas-tinteiro, cabos de parachuvas, móveis e radios.


  • Celuloide

    É a primeira entre as matérias plásticas artificiais inventada por J.W. Hyatt começando pelo nitrato de celulosa e cânfora. Por causa da facilidade de trabalho, coloração e resistência a celuloide possue muitas funções. Todos os objetos obtidos com a Celuloide são trabalhados a partir de semi-trabalhados como as lâminas, as fôlhas, os bastões, os tubos, as fitas e as películas. A celuloide pode ser serrada, alisada, cortada, laminada, doubrada, forada, passada, torneada, estampada por pressão, costurada, encravada, engranchada. Pode também ser moldada simplesmente aquecendo-a com água ou ar quentes; pode ser colada e decorada na superfície.

    Não pode ser submentida a injeção ou compressão, nem pode ser trabalhada ao estrusor porque se decompõe se submetida a temperaturas necessárias para estas tecnologias.


  • Compositos

    Os materiais compositos ou plásticos fortalecidos são obtidos através da combinação de uma resina termoendurente como as polieter ou as epossidicas com a adjunta de um reforço a base de fibra de vidro, fibra de carbônio, tecido ou outros. Esta combinação confere ao manufato particulares características de resistência mecânica tanto que com os compositos hoje é possível fabricar: caroçarias de automóveis, carenas de embarcações, partes de aeromóveis, teares de bicicletas.


  • Chifre

    É um material organico que contém keratina ao 80 por cento. É termoplástico e pode ser trabalhado depois de ser aquecido a seco ou por imersão em água fervente ou com soluções alcalinas. Depois de telo amolecido , este material pode ser prensado, obtendo objetos e lâminas de vários tipos, como: tabaqueiras, caixas, botões, canetas e pentes. Obteu muito sucesso, sobretudo na Englaterra antes da descoberta das matérias plásticas.It is an organic material containing 80% keratin. It is thermoplastic and can be worked after dry heating or immersion in boiling water or alkaline solutions. After softening it can be pressed obtaining objects and various laminas, such as tobacco containers, boxes, buttons, pens and combs. It was great success, especially in England, before the advent of plastics.


  • Ebanite

    A ebanite é um material obtido no século passado por Charles Goodyear, submetendo a borracha a um prolongado procésso de vulcanização. Alguns artigos fabricados com a ebanite foram apresentados no ano 1851 no Cristal Palace de Londres. Se trata de um composto ao meio entre as verdadeiras matérias plásticas e a borracha natural. Durante o prolongado procésso de vulcanização colocava-se junto com a massa uma quantidade variável entre trinta e cinquenta por cento de enxôfre, obtendo um composto com um alto poder dieletrico, boa resistência aos produtos químicos, e com uma discreta dureza e rigidez se submetido a temperaturas de até cinquenta graus centígrados, e com um aspeito brilhante e luminoso. Por muitos anos a Ebanite contrastou a Celuloide e as resinas fenolicas em muitas aplicações. Era fornecido em semitrabalhados estrusos, trabalhados sucessivamente ao utensílio ou estampados por compressão com moldes a duas figuras. A Ebanite obteve grande sucesso na recém nascida indústria das canetas tinteiros. Por muitos anos foi utilizada nos separadores para baterias elétricas, recebedores telefonicos, teares para lâminas fotográficas, boquims para fumadores e como material para odontotécnica.


  • Epossidicas

    São resinas termoendurentes de grande importância técnica e comercial, disponíveis no mercado a partir do ano 1946, logo após a segunda guerra mundial. Os produtores são muitos no mundo inteiro, sobretudo pelo interesse desenvolvido nos ultimos anos na fabricação dos assim chamados compostos que são a base das resinas termoendurentes (assim como as epossidicas e as poliester) com a adjunta de reforços fibrosos que aumentam a resistência mecânica. As epossidicas, além de serem utilizadas para os materiais compositos são utlizadas para componentes da indústria mecânica, eletrotécnica e química.


  • Fenolicas

    As resinas fenolicas são as mais antigas e ainda hoje as mais utilizadas entre as resinas termoendurentes. Foram desenvolvidas, como sabemos, por L. H. Baekeland em 1909 e tiveram grande sucesso sobretudo entre o período das duas guerras mundiais. As massas fenolicaspara a estampagem são utilizadas na produção de componentes para a indústria elétrica, para o radio, a televisão, os telefones e a indústria dos automóveis; peças para o setor dos eletrodomesticos, o setor aeroespaçial e a defesa.


  • Fluorurate

    As resinas fluorurate são materiais termoplásticos produzidos nos Estados Unidos a partir de 1950 e obteram um rápido desenvolvimento por causa das suas muito especiais características. A mais conhecida entre as resinas fluorurate è o politetrafluoroetilene que è geralmente fornecido em semitrabalhados, e sucessivamente transformados com o trabalho mecânico e ao utensil. As resinas fluorutate possuem várias aplicações: aparelhos para laboratórios, fibras e filmes especiais. As características auto -lubrificantes e de fricção fazem com que o politetrafluoroetilene seja utilizado para a fabricação de engranagems industriais, próteses cirúrgicas, revestimentos para objetos de cozinha. É utilizado para a fabricação de bombas , válvulas, filtros, e componentes de veículos espaciais.


  • Gommalacca

    Substância resinosa produzida por alguns insétos que vivem em côlonias nos ramos de algumas árvores nas Indias Orientais. A gommalacca è um material termoplástico, solúvel em alcool, e que possui boas propriedades de isolamento elétrico e è utilizado também como verniz. Pode ser trabalhada por injeção ou por estrusão para obter botões, caixas, molduras, dentaduras e artigos técnicos.


  • Melaminicas

    As resinas melaminicas, como as ureicas, pertencem ao grupo dos compositos termoendurentes que são chamados aminoplastos. As melaminicas foram produzidas industrialmente a partir do final dos anos Trinta. São muito importantes para a fabricação de laminados e também para louças, partes de eletrodomesticos, móveis, artigos decorativos, elementos isolantes.


  • Omopolimero

    Omopolimero significa que a cadeia molecular do polimero è construída por numerosas unidades da mesma molécula. Um copolimero è ao contrário construido por mais unidades da mesma molécula, mas com moléculas diferentes colocadas a caso em pontos diferentes ao longo da cadeia. Esta diferença permite de obter uma maior união entre as cadeias omopolimericas. O resultado è um mais alto ponto de fusão, maior resistência, maior rigidez e uma maior dureza de superfície se comparado aos copolimeros. Estas características dos opolimeros em relação aos copolimeros, são encontradas nas resinas poliolefinicas, poliammidicas e acetalicas.


  • Poliammidos

    Talvez nenhum dos produtos sintéticos obteve tão rapidamente a popularidade que gozam hoje as resinas poliammidicas que são conhecidas geralmente com o nome comercial da primeira poliammide colocada no mercado dos Estados Unidos no ano 1935: o Nylon. Os poliammidos são trabalhados em quase todas as técnicas utilizadas para os materiais termoplásticos e è impossível elencar todas as aplicações que interessam a indústria do automóvel, eletrônica, eletrotécnica, radio e televisão, engrenagems de precisão, filmes para embalagem alimentar, instrumentos cirurgicos, próteses, indumentos.


  • Polietilene

    Foi desenvolvido de maneira industrial cinquenta anos atrás, na Englaterra. É uma das matérias plásticas mais desenvolvidas e conhecidas. Existem diferentes processos para obter o polietilene que podem variar sobretudo em relação a pressão. Os tipos de polietilene obtidos possuem diferentes características: a media, alta e baixa densidade; recentemente foi desenvolvido um outro tipo de polietilene com baixa densidade linear que possui qualidades melhores que o produto tradiçional com baixa densidade. As características do polietilene podem ser assim resumidas: baixo custo, facilidade de trabalho, tenacidade, e fexibilidade também em baixas temperaturas, falta de cheiro e toxicidade, transparência. O polietilene è também um ótimo isolante elétrico. As ulizações são muitas: começam com os artigos para a casa, até os brinquedos, ao revestimento de cabos, garrafas, filmes para embalagems, serras para utilização agricula, tubagems


  • Polimetilmetacrilado

    É o mais importante entre os polimeros derivados do ácido acrílico, já produzido nos anos Trinta, mas em escada mundial somente durante a segunda guerra mundial. Com o polimetilmetacrilado Mohoy-Nagy e Pevsner foram produzidas as primeiras esculturas "objetuais" de matéria plástica. É um material teso, transparente, com uma ótima capacidade de transmissão da luz, superior a aquela dos vidros inorganicos. Estas características opticas são a base das principais aplicações do polimetilmetacrilado que são muitissimas: desde a construção até a mobília, os indicadores de direção, a indústria do automóvel, a nautica, os eletrodomesticos, aos aparelhos para laboratório


  • Policarbonado

    Treis sociedades, duas americanas e uma alemã anunciavam em 1957 quase ao mesmo tempo, de ter obtido um método para a produção dos policarbonados. O primeiro policarbionato comercial foi obtido na Alemanha. Os policarbonados mantem as suas características inalteradas entre os 140 e os 100°C. Possuem uma dureza superficial muito elevada, ótimas propriedades isolantes e de resistência aos agentes atmosféricos. Entre as melhores qulidades sublinhamos as características esteticas e de transparência. São utilizados na fabricação de peças para a indústria mecânica e eletrotécnica: capacetes de proteção para automobilistas - os astronautas que desbarcaram na lua tinham capacetes de policarbonato - vidros para janelas, giuchês de segurança bara bancos, esferas para lampiões, escudos de proteção para a polícia.


  • Poliester

    As resinas poliester fazem parte de uma família diferente e complexa de resinas sinteticas que são obtidas com uma grande variedade de matérias primas como base. As resinas poliester insaturas são líquidos mais ou menos viscosos de cor amarela palhete que ficam duras se acreçentados os catalizadores. A sua robustez, flexibilidade e rigidez podem ser modificadas com a adjunta de reforços, que são geralmente fibras de vidro ou de carbônio. São utilizadas nas construções, para condutos, anteparas, serramentos, vidraçarias, panéis decorativos: no setor nautico mais do noventa por cento dos cascos de porto são feitos com resinas poliester fortaleçidas e hoje são também fabricadas unidades para guerra como draga-minas e lanchas para o serviço costeiro. Na indústria dos transportes são feitos em resinas poliester fortalecidas partes de ônibus, furgões, máquinas agrículas, roulotte, carroçarias de trem. Existem muitas outras utilizações como botões e trénós, isolantes elétricos. Também os artistas utilizam muito as resinas poliester.


  • Polipropilene

    E' a mais jovem entre as matérias plásticas de massa e conseguiu, em poucos anos um desenvolvimento produtivo e uma variedade de aplicações sem precedentes. Giulio Natta obteu a substância em 1954 com a colaboração dos pesquisadores da Montecatini, a primeira sociedade que desenvolveu a produção a nível industrial. Muito semelhante ao polietilene alta densidade, possui todavia uma menor densidade mas uma a maior rigidez e dureza. É o mais rigido entre os polimeros poliolefinicos e mantem esta característica se submetido a mais de 100°C. Possui muita resistência a abrasão, e ao calor, excellentes qualidades dielétricas e de isolamento, uma muito especial resistência as repetidas dobraduras (10 milhões de flexões). Existem vários tipos de polipropilene em comercio. Os setores de utilização são muitos: artigos sanitários e para a casa, eletrodomesticos, brinquedos, componentes para a indústria do automóvel, artigos para o esporte; embalagems alimentares e utilizações agriculas, indicadores de direção, móveis, componentes para a indústria química.


  • Polistirene

    Etilene e benzene são os materiais de base para a produção da resina termoplástica polistirene que se desenvolveu ao longo dos anos Trinta e teve um grande sucesso porque pode ser trabalhada por injeção, estrusão e assôpro. Impossível descrever todas as utilizações. O principal setor è aquele das embalagens. E' utilizada na indústria dos brinquedos, nas construções, nos artigos para a casa , nos eletrodomesticos, nos interuptores.


  • Poliuretanos

    São polimeros obtidos com a poliadição dos isocianados e dos pololos. Foram produzidos por volta de 1941 em primeiro lugar na Alemanha e hoje são fabricados no mundo inteiro. Podem ser em material duro ou flexível e, por causa destes motivos podem ser utilizados em muitas aplicações. São utilizados de forma flexível para a produção de almofadas, colchões, móveis, revestimentos de tecidos e em formato rigido são utilizados na indústria do automóvel, nas construções e na mobília. Podem substituir o couro e a madeira na fabricação de revestimentos. São ótimos isolantes térmicos e acústicos.


  • PVC

    O cloruro de polivinil è a matéria plástica mais difundida, junto com o polietilene, o polistirene e o polipropilene. Mesmo se os brevetos para a produção do cloruro de polivinil são anteriores, a verdadeira indústria do PVC nasceu poucos anos antes da segunda guerra mundial, paralelamente nos Estados Unidos e na Alemanha. O PVC, pode ser trabalhado com quase todas as tecnologias para os materiais plásticos e è impossível descrever todas as aplicações entre as quais lembramos: manufatos rigidos, elasticos e esponjosos. Com o cloruro de polivinil são feitos isolamentos para fios, tomadas elétricas, caixas de derivação, válvulas, bombas, tubagems para esgôto, tapeçarias, revestimentos para o interior de carros, sapatos, impermeáveis, brinquedos, filmes para o uso agrículo.


  • Termoendurentes - Termoplásticas

    As matérias plásticas de dividem em duas categorias principais: termoplásticas etermoendurentes. A diferença está na estrutura molecular dos compostos e nos comportamentos dos mesmos se sumbetidos ao calor em fase de trabalho. Durante a estampagem de um termoplástico não existe alguma reação química e a estrutura não è irreversível porque as termoplásticas podem voltar ao estado plástico e a seguir ao estado sólido sem perder as suas características. As resinas termoendurentes são obtidas por policondensação. O policondensado è um material termoendurente porque durante a fase de trabalho, se esquentado e submetido a ação da pressão, começa uma reação química que provoca uma reforma irreversível na molécula: o termoendurente não pode ser recuperado depois de formado. Por exemplo são termoendurentes as resinas fenolicas, as melaminicas, as ureicas e as poliester.


  • Ureicas

    São compostos termoendurentes obtidos pela reação entre a urea e a formaldeide. Por volta de 1929 estas resinas obteram um bom desenvolvimento comercial graças as suas propriedades e ao baixo custo. Como as melaminicas, possuem o aspécto de um pó finissimo que è geralmente trabalhado por estampagem com compressão ao interior de um molde com a ação do calor. As resinas ureicas são utilizadas sobretudo nas colas e adesivos: assim como as massas para estampagem são usadas para produzir louças, partes de eletrodomesticos, componentes elétricos, telefones, aparelhos radio, móveis.


    Index

    A MAPA DO MUSEO
    HISTÓRIA DAS
    MATÉRIAS PLÁSTICAS
    HISTÓRIA DO MUSEU
    PONT:
    UMA COMUNIDADE
    UMA HISTÓRIA
    UMA FÁBRICA
    UMA TRADICÃO
    UM MUSEU
    SANDRETTO
    INDUSTRIE