argentin.gif (1100 byte)


Sandretto

Museu Sandretto, Pont Canavese, Turim.

O museu foi desenvolvido e financiado pela Sandretto de Collegno, Turim.
Renzo Marchelli ideou e supervisou a realização.


O Museu

A MAPA
DO MUSEO

HISTÓRIA DAS
MATÉRIAS PLÁSTICAS

HISTÓRIA
DO MUSEU

PONT:
UMA COMUNIDADE
UMA HISTÓRIA

UMA FÁBRICA
UMA TRADICÃO
UM MUSEU

OS MATERIAIS
PLÁSTICOS

SANDRETTO
INDUSTRIE



e-mail


CRONOLOGIA DAS MATÉRIAS PLÁSTICAS

1839 - Charles Goodyear vulcaniza a borracha

1844 - F. Walton produz o linoleum

1845 - C. F. Schoenbein obteve o nitrato de celulosa, matéria prima para a Celuloide

1851 - Apresentados em Londres alguns artigos fabricados com a Ebanite, um composto obtido por Charles Goodyear submetendo a borracha a um prolongado processo de vucanização com muita porcentagem de enxôfre

1862 - A. Parkes apresenta durante a Grande Exposição de Londres os primeiros manufeitos de Parkesine, composto por nitrato de celulosa, naftalina e cânfora

1868 - Sempre começando pelo nitrato de celulosa e pela cânfora, John W. Hyatt obteve a Celuloide, muito simil a Parkesina

1870 - Foi depositado, nos Estados Unidos, o privilègio daCeluloide

1872 - Os irmãos Hyatt constroem uma máquina para o trabalho da Celuloide

1878 - J. W. Hyatt constroi aquele que podemos considerar como a primeira matriz para a injeção de muitas figuras

1879 - M. Gray brevetou o primeiro estrusor com parafusos

1892 - Paul Troester produz um estrusor para cavos e tubos que perfeiçoa a máquina de Gray

1897 - W. Kirsche e A. Spitteler brevetam a caseina formaldeide: a Galatite

1901 - W. J. Smith obtem as primeiras resinas alquidicas e gliceroftalicas

1909 - L.H. Baekeland anuncia a descoberta das resinas fenolicas brevetadas com o nome de Bakelite

1910 - Foi construida a General Bakelite Co., transformada em 1922 e a seguir incorporada na Union Carbide

1910 - Na Alemanha começa a produção do acetado de celulosa

1915 - Nasce em Leverkusen o primeiro elastomero sintético

1920 - Hermann Staudinger começa os estudos teóricos da estrutura dos polimeros sintéticos

1920 - A Ford , nos Estados Unidos, constroi componentes para carros com materiais a base de resinas fenolicas e refôrço têxtil

1920 - O tcheco-eslovaco Hans John sintetiza as resinas ureicas que se desenvolvem a partir do ano 1924

1921 - A. Eichengruen projeta a primeira máquina moderna para a injeção de matéria plásticas

1922 - H. Staudinger começa a estudar a estrutura das macromoléculas

1926 - Eckert e Ziegler brevetam a primeira prensa com injeção que possui características comerciai

1927 - Primeiros privilégios e produção industrial do PVC nos Estados Unidos e na Alemanha

1928 - Produção comercial dos pós para estampagem uera-formaldeide

1930 - Desenvolvimento industrial do stirene e do polistirene

1932 - Introdução do parafuso de replastificação nas prensas a injeção

1934 - Nos laboratórios ICI obteram o polimetilmetacrilado, que será distribuido em 1936

1934 - A French Oil Machine constroi uma prensa para a compressão de 1500 toneladas

1935 - Primeira máquina para o assôpro de corpos cavos de matéria plástica

1935 - Henckel obtem as resinas melaminicas

1936 - Produção do ABS

1938 - A Du Pont anuncia a produção das resinas poliammidicas Nylon

1938 - Depositado o privilégio das resinas epossídicas

1939 - Produção industrial na Englaterra do polietilene com baixa densidade

1941 - Começa a produção de poliuretanos

1941 - Resinas poliester insaturas

1943 - Primeiras resinas de silicone

1943 - Produção nos Estados Unidos e Englaterra das resinas poliester termoplásticas

1946 - Nasce a Sandretto Industrie, maior produtor italiano de prensas para injeção

1947 - Brevetada a tecnologia para a estampagem rotaçional

1947 - Produção industrial das resinas epossidicas

1948 - Produção industrial do politetrafluoroetilene

1954 - G. Natta obteve o polipropilene isotatico, produzido em 1957 pela Montecatini de Ferrara

1956 - Polietilene alta densidade

1959 - Produção de policarbonatos

1959 - Produção das resinas acetalicas e dos poliossimetilenes

1960 - Copolimero etilene-acetado em vini

1961 - Introduzidos nos Estados Unidos os copolimeros etilene-acrilato de etilo E/EA

1961 - Produção do floruro de polivinilidene Kynar, um polimero com forte resistência química utilizado na indústria química e elétrica

1962 - Produção das resinas termoplásticas aromáticas poliímmides

1963 - Polibutilenglicole tereflatado PTB

1964 - Desenvolvimento das resinas termoplásticas etileno vinil acetado EVA

1965 - Produção do tecnopolimero polieterosolfone

1965 - A Du Pont desenvolve os polimeros termoplásticos ionomeros

1965 - Primeiro privilégio para a produção de copolimeros cloruro de vinil-propilene

1965 - Primeiro elastomero termoplástico em blocos Kraton da Shell

1965 - A Union Carbide introduz os polisolfones Udel, termoplásticos aromáticos que resistem em elevadas temperaturas de exercício

1968 - A Basf distibui lâminas fotopolimericas para estampagem Nyloprint

1968 - A Phillips Petroleum começa a produção industrial do polietilene de baixa densidade linear

1969 - Introdução do poliester termoplástico polibutilente-reftalado pela Celanese e depois pela General Electic

1971 - A Phillips Petroleum começa a produção dos polifenos-leusolfluoro Ryton, o mais resistenete à chama entre os termoplásticos

1972 - Fibras arammidicas

1975 - A Mitsui Petrolchemical produz o polimetilpentene, desenvolvido em 1965 pela ICI e obtido em laboratório por Giulio Natta

1980 - A Basf aperfeiçoa os polimeros condutores feitos de polipirrolas

1982 - Anunciado o tecnopolimero polietere immide Ultem

1983 - Introdução do tecnopolimero poliarilsolfone

1986 - A ICI desenvolve o Biopol, um termoplástico de orijem vegetal totalmente biodegradavel, que serà seguido, alguns anos mais tarde, pelo Mater-B da Montedison, um polimero a base de âmido

1986 - A Rohm and Haas desenvolve os copolimeros poliacrilo-immidicos com alta barreira aos gases

1990 - A Himont introduz as mescolas poliolefinicas realizadas sob medida diretamente no reator de polimerização